domingo, 17 de outubro de 2010

DO ALGARVE AO PORTO,ATRAVESSANDO NO REGRESSO A SERRA DA ESTRELA, ATE LISBOA

No sábado sai de casa por volta das 6.30h da manhã, em direcção ao Porto, e mais ou menos á hora combinada lá estava eu nos locais combinados, para entregar os canários ao pessoal. No Alentejo apanhei zonas de muito nevoeiro, e nas proximidades do rio Tejo também apanhei muita neblina.(como eu pensei na sorte que tenho em viver no Algarve). Até cheguei ao Porto antes do que tinha pensado. Sai do Porto em direcção a Seia onde fiquei, parando para mais duas entregas. Cheguei a Seia ás 19h em ponto.
Esta cidade ficou-me no coração, estive lá durante 11 semanas há uns 4 ou 5 anos, num curso da empresa onde trabalho E.D.P.

No domingo de manhã, acordei ás 7.30h, despachei-me á pressa(tomei banho e vesti-me em 10 m), tomei o pequeno-almoço ainda mais rápido, para me fazer á estrada.
O meu objectivo era atravessar a Serra da Estrela, saindo de Seia, sempre ás curvas e a subir, e a temperatura sempre a descer(via-se mexer a temperatura no carro)foi sempre a subir ate á Torre, passando pela aldeia mais alta de Portugal(aldeia do Sabugueiro).
Na torre o termómetro ás 8.30h marcava 0º, com um sol radioso.
Quando iniciei a descida da torre em direcção á Covilhã, o termómetro começou automaticamente a subir, quando cheguei á Covilhã eram 9h da manhã, o termómetro já marcava 16º, aumentando para os 20º, uma hora mais tarde.

O dia estava magnifico, o sol era tão forte que me encadeava a todo o momento, nem as palas do carro, nem os óculos de sol me safavam dos seus raios, passavam alguns minutos das 8h da manhã quando saí de Seia em direcção á Covilhã.
Quem gosta de sentir adrenalina na condução, não pode deixar de fazer a serra sem transito como eu fiz hoje logo pela manhã.
Havia um carro no mesmo sentido que o meu, eu passava por ele, parava para umas fotos, e voltava a passa-lo, foi assim ate que ele virou á esq. um pouco antes de chegar á Covilhã. Há muito tempo que não puxava pela maquina, e mesmo bem atestado de material, portou-se bastante bem, melhor do que eu imaginei.

Andei foi um pouco perdido para encontrar o local da expo, mas com uma ou duas ajudas, lá dei com o local. O Local é magnifico, muito acolhedor, assim como todo o pessoal da zona. Vale a pena darem uma vista de olhos na exposição.
O arroz á valenciana estava muito bom.
Sai da Covilhã eram 18h, e cheguei a Lisboa ás 20.30h.

2 comentários:

paulo disse...

Boa Noite Carlos Faisca...Tenho uma duvida em uma gaiola aqui...Minha femea botou um ovo domingo e hoje q é segunda ela nao botou, a femea nao deveria botar todos os dias desde q ela botou o primeiro ovo??Ou ela pode botar no domingo e depois so botar na terça???


Muito Obrigado pela atençaõ....

Carlos Faisca disse...

Ola Paulo

Nem todas as femeas são iguais.
è normal algumas femeas meterem dia sim, dia não.
Não te preocupes com isso, deves é de retirar os ovos e meter entretanto um de plastico, ate que ela meta o ultimo que é o mais claro.Só ai metes os verdadeiros e retiras os de plastico.
Um abraço
Carlos Faisca