domingo, 23 de janeiro de 2011

MAIS UMA FLAXADA

quinta-feira há noite fui ate Castanheira do Ribatejo, a casa do srºRui Belchior, com o meu amigo Frangolho entregar os canários que foram participar no Mundial de Tours.
É lá o local de entregar dos canários da zona sul, e centro do pais.
Fomos jantar já passava das 22h, como tal alguns dos restaurantes da zona, já não serviam jantares, mas depois por sorte lá houve um que nos deixou entrar.
Voltamos a casa do Rui, que ainda estava mais repleta de pessoal do que quando lá tínhamos estado 1 hora antes, quando lá deixamos ficar os nossos canários, mas faltava colar as respectivas etiquetas do Mundial.
Conversa com um, conversa com outro, quando demos pela hora, já passava da meia noite e meia quando saímos da Castanheira, e nos fizemos á A1, ate Santarem.
No regresso ao Algarve, passei por Santarém, para entregar umas encomendas, e toca a descer para o Algarve.

Depois de ter passado a Mimosa, uns 4 ou 5 km mais á frente, e depois de uma recta, havia uma pequena curva á esq.(já passava das 3h da manhã, o transito era muito reduzido, e o tempo estava óptimo para a condução, nem chuva, nem nevoeiro)
nem sei a velocidade que vinha, mas talvez a 140 Km/h, ou perto disso, sei que mal entramos na curva, dispara um enorme flax, ate nos assustamos, e lá estava um carro da brigada, do lado contrario, camuflado entre o arvoredo,com os dois guardas deitados, e o radar a trabalhar.

é impressionante, fiz quase 1000 km, porque ainda fui a Espanha abastecer, antes de deixar o Frangolho em casa, visto que ele vive em Vila Real de StºAntónio, e não encontrei a brigada.
Mas se os quiserem encontrar, vão encontra-los de certeza nalgum BMW, ou AUDI na auto-estrada, ou então camuflados na nacional, á espera que passe mais uma presa distraída.
Que vergonha, meus amigos, estão por todo o lado. é em cima das pontes, é camuflados entre o arvoredo, e de carro, parece-me que o melhor e começar a ir para Lisboa pela serra.

2 comentários:

disse...

Olá Carlos, tens razão quando dizes que estão por todo o lado.
Faço cerca de 2000km por semana e de facto é uma realidade, pelo menos cá na zona norte do país.
Já cheguei à conclusão que não vale a pena de todo esticar o carro, fazes 200 ou 300 km a "cagar sapos" e nos 2 km que carregas no pedal levas com 120€ no mínimo.
Cumpro com os limites de velocidade, apesar de ter consciência que em certas situações é mais perigoso andar devagar do que acima dos limites.
Bem-vindo a Portugal, terra de "caçadores".

Abraço amigo e boa sorte para as tuas aves no mundial.

Carlos Faisca disse...

Bom dia Sà.

Pois é isso mesmo, eu em 2004 fui á Alemanhã buscar um carro, por sair mais barato, e por acaso ate saiu, paguei mais de 8000 eur de legalização, como eu sempre tive o pé pesado, e embora cumpras sempre a velocidade dentro das localidades, na auto-estrada e nacional, por vezes descuido-me e quando dou por mim, estou em excesso de velocidade, nunca pondo em risco a segurança de ninguem, como tal sou um bom cliente.
A maior que apanhei foi de 500 eur há uns 4 anos na auto-estrada na zona de Aljustrel. Nem digo a velocidade que me apanharam, fiz apenas 1 ou 2 km a essa velocidade , numa recta com 3 faixas, foi só para experimentar o burro. Mas entretanto o Audi vinha a me perseguir a uma distancia consideravel, mal se via o carro ao longe, quando pisei eles com o zoom, filmaram. resultado 500 eur logo na hora e 2 meses sem carta.

É uma injustiça a velocidade nas auto-estradas ser igual para todos os carros. Nem sei porque se comprarm tantos bons carros em Portugal.~

No meu ponto de vista, devia de ser a inspeção a detreminar a velocidsade maxima de cada carro nas auto-estradas. Há carros que a 80 oo 90 km/h, secalhar já vão em excesso de velocidade, mas em compensação há outros que podiam ter um ,limite de 160 km/h e outros ate mais.
Mas infelismente é tudo igual seja um porche ou um mini c/20, o limite é exactamente o mesmo, o que no meu ponto de vista esta errado.

Um abraço

Carlos Faisca